"O que a presença de um cérebro desenvolvido tem a ver com o direito à vida?" - Hime-chan

Um eu preenchido do maná da vida alheia é um eu esvaziado de sua própria existência...


Estas mãos ensanguentadas não mais desejam alimentar-se da podridão do sepulcro, mas alimentar a vida consigo própria... Compartilhando-a, por entre pensamentos e palavras, ao invés de tomá-la pelo rio rubro que corre incesantemente em direção á morte.


Adentra meu palácio rubro então. Despe-se de tua vida e encontra a minha, por entre as cortinas desta sacada, imersa nos lençois vermelho-escarlate de minha sepultura diária...


Pergunte-me algo via 'Tumblr':

xSiga-me no Facebook ♥